Acupunctura


FAQ's

O que é a Acupunctura?

A Acupunctura é a inserção de agulhas filiformes no corpo, em pontos específicos reconhecidos como efectivos no tratamento de perturbações de saúde específicas. Estes pontos foram detectados e registados pelos Chineses ao longo de um período de vários milhares de anos. Recentemente, pesquisas electromagnéticas confirmaram as suas localizações.

Que problemas podem ser tratados por Acupunctura?

A Organização Mundial de Saúde estabeleceu que a Acupunctura é adequada para tratar as seguintes perturbações:

Ouvidos, Nariz a Garganta
Dores de dentes, dores pós extracções dentárias, dores de ouvidos, inflamações nos seios peri nasais, inflamação ou secura nasal.

Respiratórias
Asma brônquica sem complicações secundárias em adultos e crianças.

Gastrointestinais
Problemas do trato digestivo, soluços, inflamação do estômago, úlceras duodenais crónicas, inflamação do cólon, obstipação, diarreia, disenteria provocada por certas bactérias.

Olhos
Inflamação da conjuntiva, inflamação da retina, miopia (em crianças), cataratas não complicadas.

Sistema nervoso e muscular
Dores de cabeça, enxaquecas, certas paralisias faciais ou dores nervosas, debilitações parciais depois de acidentes vasculares cerebrais, inflamação de terminações nervosas, incontinência urinária nocturna, dores no ombro, cotovelo de tenista, ciática, dores lombares e osteoartrites.

A Acupunctura é usada há muitos séculos na China para tratar muitos outros problemas.

A que profundidade penetram as agulhas?

Depende da natureza do problema, da localização dos pontos seleccionados, da estatura, da idade e da constituição do paciente, bem como do estilo ou escola do acupunctor ou especialista de Medicina Tradicional Chinesa. Usualmente as agulhas são inseridas a uma profundidade entre 7 e 30 milímetros.

As agulhas são reutilizáveis?

Não. Hoje em dia todos os acupunctores e especialistas de MTC devidamente formados usam agulhas descartáveis que são inutilizadas após o uso.

A acupunctura provoca dor?

A inserção das agulhas não é dolorosa contudo, a manipulação para a designada ‘obtenção de qi/chi’ pode provocar algumas sensações: formigueiro, dormência, calor, prurido, peso, sensação eléctrica e distensão. Ocasionalmente, quando existe um grande bloqueio de qi/chi (energia), podem surgir outras sensações. No entanto, se experimentar algum desconforto será habitualmente ligeiro.

A Acupunctura é compatível com os outros cuidados médicos?

A Acupunctura é perfeitamente compatível com os cuidados médicos convencionais, pois possui um espaço próprio.

O acupunctor ou especialista de MTC que consultar irá certamente aconselhar que, sempre que queira alterar ou prescindir desses cuidados, deverá consultar o seu médico.

A colaboração e complementaridade entre ambos assegurará para si os melhores resultados.

Quantas sessões de acupunctura são necessárias para tratar um problema?

Não existe um número predeterminado de sessões, pois este depende do tipo de problema e da reacção do paciente ao tratamento. Há, no entanto, alguns princípios gerais, que não podem ser considerados como regra:

  • quanto mais novo é o paciente maior é a capacidade de reacção ao tratamento;
  • uma boa resposta à chamada de energia é um bom prognóstico para uma cura rápida;
  • as deficiências de energia requerem um tratamento mais demorado do que os excessos;
  • as patologias resultantes de deficiências de energia congénita do rim, inerentes ao avanço da idade, tendem a ser mais demoradas a reagir do que outras patologias;
  • as patologias crónicas, de mais longa duração, tendem a exigir tratamentos mais prolongados do que as patologias agudas.

Só se puncturam os pontos dos meridianos?

Os pontos de acupunctura dos meridianos ou canais de energia são os locais de maior concentração de energia ao longo destes canais energéticos directamente ligados aos órgãos e, como tal, têm a mais importante acção ao nível da economia energética do conjunto do organismo. No entanto, puncturam-se outros pontos também.

A vasta investigação científica actualmente desenvolvida, sobretudo na China, tem vindo a descobrir que existem, para além dos 365 pontos de acupunctura dos meridianos, milhares de pontos “extra”, de certa forma secundários mas muito úteis em certas situações específicas e, ainda, os chamados pontos ashi.

Ashi é uma expressão chinesa que significa “aí mesmo”, ou seja, “é aí que dói”. Esses pontos “onde dói” são zonas temporárias de concentração de energia, provocada pela própria doença, e são por vezes puncturados, mesmo que não correspondam a pontos dos meridianos, sobretudo no tratamento local de patologias dolorosas. Onde dói agudamente existe excesso de energia e podemos dispersá-la utilizando uma agulha.

Centro de Consultas de Acupunctura e Medicina Tradicional Chinesa

Veja todas as informações das nossas consultas

“No tratamento de Acupunctura não há dor onde há livre fluxo: se há dor não há livre fluxo.”

A acupunctura é a técnica mais conhecida da Medicina Tradicional Chinesa. Toda a Medicina Chinesa assenta no pressuposto de que, para além do corpo visível, dos órgãos e dos vários sistemas, existem canais subtis por onde circula a energia (o Chi) e que as perturbações na forma como o Chi circula são a causa primeira dos principais desequilíbrios a que chamamos doença.

Aos canais por onde circula a energia a Medicina Chinesa chama meridianos, e eles estão desde há muito mapeados para todo o corpo humano.

A acupunctura aplica-se em pontos bem determinados dos meridianos, pontos que se sabe estarem mais directamente relacionados com certos órgãos. A localização desses pontos tem vindo a ser feita ao longo de milhares de anos, e foi recentemente confirmada por pesquisas electromagnéticas com aparelhagem ocidental.

Esses pontos são usados para palpação, para diagnóstico, para acupunctura e para Massagem Tuina. Essas intervenções visam harmonizar os órgãos e sistemas em desequilíbrio (determinados por diagnóstico feito por um Especialista de MTC). As agulhas filiformes inseridas nos pontos de acupunctura podem ser manipuladas segundo diferentes técnicas, de acordo com o objectivo do tratamento.

Acupuntura e os seus efeitos secundários

Graças às suas múltiplas indicações e à ausência de efeitos secundários, a acupunctura tem hoje uma projecção mundial, sendo mesmo recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) – para tratamento de múltiplas doenças. A moxabustão dirige-se aos mesmos pontos da acupunctura, mas consiste na aplicação de calor. Este calor obtêm-se da combustão de “lã” de moxa, um instrumento confeccionado com folhas de artemisia vulgaris,com a forma de charutos ou cones.

É mais utilizada durante o tempo frio ou temperado. A acupunctura e a moxabustão fazem pouco sentido isoladamente de outras disciplinas da MTC – nomeadamente da Fitoterapia – como poderá compreender noutros itens e textos deste site.

Também por isso a formação de Especialistas de Medicina Tradicional Chinesa não se restringe à acupunctura, e tem necessariamente que ser prolongada e algo árdua.

Pré Marcação de Consulta de Medicina Tradicional Chinesa

Nome

Email

Número de Telefone

Como teve conhecimento do nosso centro de consultas?

Seleccione a data da consulta

A pré marcação de consulta neste formulário é apenas indicativa. Será contactado(a) para confirmar o agendamento.

Estamos aqui !