Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental


herbs-906140_1920

Finalidade do Curso :

O Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental visa capacitar os formandos para a realização autónoma de um diagnóstico de fitoterapia e para a aplicação terapêutica de plantas, combinações de plantas e fórmulas medicinais na prevenção da doença e promoção da saúde, bem como na resolução, com qualidade e segurança, dos desequilíbrios funcionais subjacentes às patologias comuns.

O Curso visa habilitar para o exercício profissional da Fitoterapia, sendo também adequado para profissionais de outras áreas de saúde e para os que apenas desejam sólidos conhecimentos nesta área para seu uso pessoal.

Coordenadora do Curso:

Detalhes do Curso:

Nome: Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental

Duração Total do Curso : 2 Anos

Total horas do Curso (horas de contacto+estudo dirigido+outras atividades do curso) : 2040horas

Total horas de contacto: 844 horas

ID :CFOO
Edição: 1ª Edição
Destinatários:

  • Profissionais das Terapêuticas não Convencionais
  • Profissionais de Saúde em geral
  • Interessados em Fitoterapia e Saúde Natural com 12º ano ou superior
Data: 21 Março 2021 às 9h30
Localização: Online
Regulamento: Consulte aqui

Informações:

Apresentação

Finalidades deste curso: Diagnóstico autónomo e Terapêutica abrangente

Neste novo Curso de Fitoterapia a ESMTC visa transmitir uma preparação sólida para o Diagnóstico e o Tratamento Fitoterápico, combinando o rigor clínico do Diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa, adaptado de raiz à prescrição de plantas medicinais, com a Tradição Fitoterapêutica Ocidental e com o moderno conhecimento científico das propriedades terapêuticas das plantas medicinais ocidentais e orientais.

Em complemento, a presença neste Curso da Dietética da Medicina Tradicional Chinesa, da Nutrição científica moderna e suplementos alimentares e da prescrição de Estilo de Vida, permitem um tratamento combinado que, tendo por base a segurança do Diagnóstico da MTC, alargam e aprofundam o efeito preventivo e terapêutico das plantas medicinais.

O Curso cria condições para uma prática terapêutica segura e eficiente ao acompanhar o aluno em situações de resolução de problemas e prática efetiva de prescrição.

A Fitoterapia na história e no mundo

A Fitoterapia, ou Medicina Herbal, é uma das terapêuticas mais antigas e mais importantes para a saúde no mundo, quer no seu restabelecimento, quer na prevenção da doença. A aplicação clínica da fitoterapia tem sido um processo continuado e ininterrupto, remontando há muitos milhares de anos. Na atualidade, adaptou-se e respondeu com eficiência a diferentes condições de saúde e contextos de prática, nos mais diversos Países e culturas. O seu exercício tem motivado uma procura e interesse crescentes, não só das populações utentes como dos seus investigadores e praticantes nos diferentes continentes.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (WHO Traditional Medicine Strategy 2014-2023), em 2012, 119 países tinham a prática da Medicina Herbal reconhecida e regulamentada. Em Portugal a profissão de Fitoterapeuta foi reconhecida e regulamentada pelas Leis 45/2003 e 71/2013 da Assembleia da República, seguidas de um conjunto de Portarias regulamentares (ver site da ACSS – Administração Central do Sistema de Saúde – Terapêuticas não Convencionais – Legislação aplicável).

Numa época de ameaças globais à saúde, a aprendizagem e uso adequado das plantas medicinais pode contribuir não só para a superação das patologias como também para o reforço dos diferentes sistemas do organismo, nomeadamente o imunitário, tendo ainda um efeito regulador sobre a actividade mental e emocional.

A China atual e o uso de plantas medicinais

Atualmente, na República Popular da China, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) conhece uma impressionante expansão. De acordo com os dados disponíveis, é ensinada em mais de 260 Universidades, nos níveis de Licenciatura, Mestrado e Doutoramento, dispondo de uma rede hospitalar própria com cerca de 4000 hospitais e quase meio milhão de camas de internamento.

Apesar da importância da Acupunctura e da massagem médica Tuina, nesses hospitais o método terapêutico mais usado é a Fitoterapia, conjugando vários milénios de investigação clínica com a moderna pesquisa científica sobre plantas medicinais. Numa síntese terapêutica eficiente e praticamente sem efeitos indesejáveis, quando bem utilizada, conquistou o crescente interesse e a confiança da população chinesa, apesar da plena acessibilidade, para todos, da medicina científica moderna.

As plantas medicinais no Ocidente

Nos países ocidentais, a tradição clássica de uso de plantas medicinais, de raiz greco-latina, chegou até aos nossos dias. Muito se perdeu, ou não se desenvolveu conforme devia ao longo da história, por causa das intolerâncias e perseguições ideológicas, religiosas, políticas e corporativas. Por essa razão, apesar do enorme acervo de conhecimentos sobre a ação das plantas, reconhece-se uma certa limitação do diagnóstico específico da fitoterapia, o que criou uma dependência excessiva em relação ao diagnóstico médico, por sua vez não adaptado aos paradigmas do conhecimento tradicional sobre as plantas medicinais.

Atualmente, investigação científica moderna dedica-se com afinco a esta área, sobretudo no que respeita ao conhecimento dos princípios químicos ativos da flora medicinal ocidental e à confirmação e esclarecimento, nesse contexto teórico, das suas propriedades terapêuticas.

    As plantas medicinais e a ESMTC: experiência, tradição e inovação

Inserindo-se também na confluência das correntes oriental e ocidental em fitoterapia, há mais de vinte anos que a ESMTC acompanha atentamente o grupo de investigadores pioneiros que trabalha na síntese entre essas duas abordagens, como Michael Tierra, Yves Réquéna e Jeremy Ross, entre outros.

Aplicando o rigor e abrangência do Diagnóstico da MTC às plantas medicinais ocidentais, classificadas de acordo com as propriedades energéticas e tropismos funcionais da tradição médica chinesa, revelou-se possível levar mais longe a eficácia e a segurança no uso da flora medicinal do ocidente.

A experiência clínica e académica na área das plantas e fórmulas medicinais chinesas é central no património de competências da ESMTC, partilhado e desenvolvido ao longo dos anos pelos seus professores e ex-alunos formados, na sua quase totalidade profissionais de MTC a tempo inteiro.

Perfil de formação no final deste Curso

Neste Curso, a experiência da ESMTC e dos seus professores/profissionais de Medicina Chinesa permite, acreditamos, continuar a assegurar uma formação de qualidade, agora para o perfil de competências visado por este Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental. Este perfil acompanha, no essencial, os conteúdos funcionais da profissão de Fitoterapeuta, definidos na Portaria nº 207-E/2014.

(https://www.acss.min-saude.pt//wp-content/uploads/2016/09/Portaria-207_E-2014.pdf).

Esta formação permite o domínio do Diagnóstico da MTC, a ser articulado com o diagnóstico médico dos pacientes, e o uso das fórmulas e plantas medicinais chinesas bem como, no mesmo quadro de competências, a utilização terapêutica da flora medicinal ocidental, mais disponível e conhecida entre nós.

Adicionalmente, a formação básica em ciências médicas ocidentais e o conhecimento das propriedades fitoquímicas das plantas, dos princípios do nutricionismo moderno, da dietética da MTC e das normas de estilo de vida para promoção individualizada da saúde e recuperação da doença, completam um quadro de competências compatível com uma aplicação terapêutica de elevada qualificação, quer num contexto pessoal ou familiar, quer num exercício de natureza profissional.

Certificação profissional

De acordo com a Lei nº109/2019, de 9 de setembro (Art.º “19º, alínea 3) esta formação, uma vez concluída, permite a candidatura à Cédula Profissional de Fitoterapeuta junto da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), desde que em conjunto com outros requisitos adicionais, constantes da Portaria n.º 181/2014 de 12 de setembro.

 

 

 

 

 

Objectivos Gerais

São objectivos gerais do curso as competências para:

– Avaliar a saúde funcional individual e realizar um tratamento combinado de fitoterapia aconselhamento nutricional, dietético e de estilo de vida, de acordo com o diagnóstico efetuado

– Elaborar e modificar os planos de tratamento

– Entender, interpretar e aplicar as normas da prática segura, ética e deontológica

– Identificar, explicar e aplicar os princípios da investigação científica, como processo crítico de inquérito no contexto dos cuidados de saúde em geral e da fitoterapia em particular.

Objectivos Específicos

No final do curso, os formandos deverão ser capazes de:

  • Avaliar o paciente;
  • Realizar o diagnóstico fitoterápico;
  • Realizar o tratamento combinando o tratamento de fitoterapia (plantas e fórmulas medicinais), com aconselhamento nutricional, dietético e de estilo de vida;
  • Definir, classificar e diferenciar os efeitos terapêuticos das principais plantas e fórmulas medicinais orientais e ocidentais e alimentos;
  • Prescrever plantas, fórmulas medicinais e alimentos de acordo com o diagnóstico diferencial;
  • Identificar, descrever e explicar a anatomia e as funções fisiológicas e bioquímicas essenciais à compreensão das causas, mecanismos, características clínicas e diagnóstico de doenças, tal como são entendidas pela biomedicina;
  • Identificar, descrever e explicar as funções fisiológicas e químicas das plantas essenciais à compreensão da sua ação terapêutica e suas contra-indicações;
  • Identificar e explicar a utilização de alimentos e padrões alimentares para promover a saúde e prevenir as doenças tanto no contexto da saúde pública como da medicina ocidental e oriental;
  • Identificar, descrever e explicar as funções fisiológicas e químicas dos principais grupos de fármacos;
  • Identificar os principais constituintes dos medicamentos comuns bem como dos efeitos que têm sobre o corpo humano, e das suas interações com as plantas e fórmulas medicinais;
  • Desenvolver uma comunicação eficaz (incluindo a escuta, o aconselhamento e a empatia) no âmbito da relação terapêutica, bem como na vida profissional, na relação com outros profissionais de saúde e com as instituições;
  • Distinguir, explicar e aplicar os princípios éticos, legais e profissionais inerentes a uma boa prática;
  • Identificar e explicar os requisitos legais relacionados com a prática da fitoterapia;
  • Demonstrar as capacidades de encontrar, rever e analisar criticamente a investigação fitoterápica relevante na literatura;
  • Desenvolver um protocolo de investigação, incluindo uma metodologia adequada e as considerações éticas e jurídicas.

Programa e Avaliação

Unidades Curriculares  

Horas de Contacto

1ºAno – 1º Semestre

Anatomofisiologia 32h
Bioquímica 32h
Biologia Celular 32h
Sistemas Naturais de Saúde 23h
Introdução à Botânica 32h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia I (Teoria básica da MTC e Diagnóstico) 63h

1º Ano – 2º Semestre

Dietética e Nutrição I 32h
Patologia I 32h
Teorias da Fitoterapia I – Plantas Medicinais Ocidentais 32h
Farmacognosia e Dispensário 23h
Teorias da Fitoterapia II – Plantas Medicinais Orientais 32h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia II 59h

2º Ano – 3º Semestre

Patologia II 23h
Farmacologia e Química da Planta 32h
Dietética e Nutrição II 32h
Teorias da Fitoterapia III – Fórmulas e Combinações de Plantas Medicinais Ocidentais e Orientais 41h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia III 41h
Métodos Terapêuticos da Fitoterapia I 41h

2º Ano – 4º Semestre

Metodologia da Investigação 32h
Ética e Deontologia 23h
Teorias da Fitoterapia IV – Fórmulas e Combinações de Plantas Medicinais Ocidentais e Orientais 32h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia IV 32h
Métodos Terapêuticos da Fitoterapia II 32h
Prática da Fitoterapia 59h
Total horas de contacto 844h
Total horas do Curso (horas de contacto+estudo dirigido+outras atividades do curso) 2040h

Avaliação

Os critérios de avaliação são apresentados no início da disciplina por cada professor.

A classificação final no curso resultará da média ponderada, numa escala de 0-20 valores, das classificações das várias disciplinas.

 

 

Início do Curso – 21 de Março 2021 (Aula Sincrona de Apresentação às 9h30)

Plataforma online: ESMTC e-Learning (documentos escritos, Powerpoints, vídeos, avaliações online, chat com professores) – Aulas via Zoom: aulas gravadas serão publicadas às Terças, quintas e sábados (aulas assíncronas).

Aula Síncrona com cada professor (2 Domingos por mês)

Calendário Curso de Fitoterapia 2021-22

Calendário Curso de Fitoterapia Videoconferências

Disponiblização das VideoAulas Curso de Fitoterapia

 

Destinatários:

Profissionais das Terapêuticas não Convencionais

Profissionais de Saúde em geral

Interessados em Fitoterapia e Saúde Natural com 12º ano ou superior

(Possibilidade de equivalência para formações prévias, com dispensa de avaliação nas disciplinas abrangidas por esse regime, mas mantendo-se o direito de frequência da totalidade das aulas)

Os candidatos à frequência do Cursos e-Learning deverão:

  • Ter acesso a um computador ou telemóvel com ligação à Internet e um browser ( exemplos: Chrome, Internet Explorer, Firefox, … )
  • Ter conhecimentos de informática na óptica do utilizador
  • Instalar a plataforma ZOOM

Inscrição :

 

Inscreva-se Online

Será redireccionado para a plataforma ESMTC e-Learning, para poder comparar, registar-se e ter acesso ao curso Online

Investimento

O valor da anuidade é de 1.270,00€

Pronto pagamento – 1147,00€

Pagamento em prestações 10 x 127,00€ -sendo que a primeira prestação deverá ser paga no acto da inscrição, as restantes de Abril a Dezembro com comprovativo de transferência permanente

A transferência permanente pode ser feita através do seu homebanking ou então directamente ao balcão do seu banco, devendo entregar no momento da inscrição o comprovativo desta ordem.

 

Formadores:

Certificação:

Este curso é certificado pela DGERT.

No final do curso será emitido um Certificado de Formação Profissional, conforme legislação em vigor (Portaria nº 474/2010 de 8 de julho), a todos os e-formandos que concluírem com aproveitamento

FAQ - 1 O que é que posso aprender neste Curso de Fitoterapia?

FAQ 2 - Porquê saber utilizar a Fitoterapia na actualidade?

FAQ 3 - É possível usar Fitoterapia nos dias de Hoje?

PT F.A.Q.3 - É possível usar Fitoterapia nos dias de Hoje?

FAQ 5 - É acessível a Fitoterapia?

Detalhes do Curso:

Nome: Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental Edição: 1ª Edição

Duração Total do Curso : 2 Anos

Total horas do Curso (horas de contacto+estudo dirigido+outras atividades do curso) : 2040horas

Total horas de contacto: 844 horas

Formação de nível profissional para:

  • Profissionais das Terapêuticas não Convencionais
  • Profissionais de Saúde em geral
  • Interessados em Fitoterapia e Saúde Natural com 12º ano ou superior
ID :CFOO Data: 21 de Março 2021 às 9h30
Regulamento: Consultar aqui Localização: Online

Informações :

Apresentação

Finalidades deste curso: Diagnóstico autónomo e Terapêutica abrangente

Neste novo Curso de Fitoterapia a ESMTC visa transmitir uma preparação sólida para o Diagnóstico e o Tratamento Fitoterápico, combinando o rigor clínico do Diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa, adaptado de raiz à prescrição de plantas medicinais, com a Tradição Fitoterapêutica Ocidental e com o moderno conhecimento científico das propriedades terapêuticas das plantas medicinais ocidentais e orientais.

Em complemento, a presença neste Curso da Dietética da Medicina Tradicional Chinesa, da Nutrição científica moderna e suplementos alimentares e da prescrição de Estilo de Vida, permitem um tratamento combinado que, tendo por base a segurança do Diagnóstico da MTC, alargam e aprofundam o efeito preventivo e terapêutico das plantas medicinais.

O Curso cria condições para uma prática terapêutica segura e eficiente ao acompanhar o aluno em situações de resolução de problemas e prática efetiva de prescrição.

A Fitoterapia na história e no mundo

A Fitoterapia, ou Medicina Herbal, é uma das terapêuticas mais antigas e mais importantes para a saúde no mundo, quer no seu restabelecimento, quer na prevenção da doença. A aplicação clínica da fitoterapia tem sido um processo continuado e ininterrupto, remontando há muitos milhares de anos. Na atualidade, adaptou-se e respondeu com eficiência a diferentes condições de saúde e contextos de prática, nos mais diversos Países e culturas. O seu exercício tem motivado uma procura e interesse crescentes, não só das populações utentes como dos seus investigadores e praticantes nos diferentes continentes.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (WHO Traditional Medicine Strategy 2014-2023), em 2012, 119 países tinham a prática da Medicina Herbal reconhecida e regulamentada. Em Portugal a profissão de Fitoterapeuta foi reconhecida e regulamentada pelas Leis 45/2003 e 71/2013 da Assembleia da República, seguidas de um conjunto de Portarias regulamentares (ver site da ACSS – Administração Central do Sistema de Saúde – Terapêuticas não Convencionais – Legislação aplicável).

Numa época de ameaças globais à saúde, a aprendizagem e uso adequado das plantas medicinais pode contribuir não só para a superação das patologias como também para o reforço dos diferentes sistemas do organismo, nomeadamente o imunitário, tendo ainda um efeito regulador sobre a actividade mental e emocional.

A China atual e o uso de plantas medicinais

Atualmente, na República Popular da China, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) conhece uma impressionante expansão. De acordo com os dados disponíveis, é ensinada em mais de 260 Universidades, nos níveis de Licenciatura, Mestrado e Doutoramento, dispondo de uma rede hospitalar própria com cerca de 4000 hospitais e quase meio milhão de camas de internamento.

Apesar da importância da Acupunctura e da massagem médica Tuina, nesses hospitais o método terapêutico mais usado é a Fitoterapia, conjugando vários milénios de investigação clínica com a moderna pesquisa científica sobre plantas medicinais. Numa síntese terapêutica eficiente e praticamente sem efeitos indesejáveis, quando bem utilizada, conquistou o crescente interesse e a confiança da população chinesa, apesar da plena acessibilidade, para todos, da medicina científica moderna.

As plantas medicinais no Ocidente

Nos países ocidentais, a tradição clássica de uso de plantas medicinais, de raiz greco-latina, chegou até aos nossos dias. Muito se perdeu, ou não se desenvolveu conforme devia ao longo da história, por causa das intolerâncias e perseguições ideológicas, religiosas, políticas e corporativas. Por essa razão, apesar do enorme acervo de conhecimentos sobre a ação das plantas, reconhece-se uma certa limitação do diagnóstico específico da fitoterapia, o que criou uma dependência excessiva em relação ao diagnóstico médico, por sua vez não adaptado aos paradigmas do conhecimento tradicional sobre as plantas medicinais.

Atualmente, investigação científica moderna dedica-se com afinco a esta área, sobretudo no que respeita ao conhecimento dos princípios químicos ativos da flora medicinal ocidental e à confirmação e esclarecimento, nesse contexto teórico, das suas propriedades terapêuticas.

    As plantas medicinais e a ESMTC: experiência, tradição e inovação

Inserindo-se também na confluência das correntes oriental e ocidental em fitoterapia, há mais de vinte anos que a ESMTC acompanha atentamente o grupo de investigadores pioneiros que trabalha na síntese entre essas duas abordagens, como Michael Tierra, Yves Réquéna e Jeremy Ross, entre outros.

Aplicando o rigor e abrangência do Diagnóstico da MTC às plantas medicinais ocidentais, classificadas de acordo com as propriedades energéticas e tropismos funcionais da tradição médica chinesa, revelou-se possível levar mais longe a eficácia e a segurança no uso da flora medicinal do ocidente.

A experiência clínica e académica na área das plantas e fórmulas medicinais chinesas é central no património de competências da ESMTC, partilhado e desenvolvido ao longo dos anos pelos seus professores e ex-alunos formados, na sua quase totalidade profissionais de MTC a tempo inteiro.

Perfil de formação no final deste Curso

Neste Curso, a experiência da ESMTC e dos seus professores/profissionais de Medicina Chinesa permite, acreditamos, continuar a assegurar uma formação de qualidade, agora para o perfil de competências visado por este Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental. Este perfil acompanha, no essencial, os conteúdos funcionais da profissão de Fitoterapeuta, definidos na Portaria nº 207-E/2014.

(https://www.acss.min-saude.pt//wp-content/uploads/2016/09/Portaria-207_E-2014.pdf).

Esta formação permite o domínio do Diagnóstico da MTC, a ser articulado com o diagnóstico médico dos pacientes, e o uso das fórmulas e plantas medicinais chinesas bem como, no mesmo quadro de competências, a utilização terapêutica da flora medicinal ocidental, mais disponível e conhecida entre nós.

Adicionalmente, a formação básica em ciências médicas ocidentais e o conhecimento das propriedades fitoquímicas das plantas, dos princípios do nutricionismo moderno, da dietética da MTC e das normas de estilo de vida para promoção individualizada da saúde e recuperação da doença, completam um quadro de competências compatível com uma aplicação terapêutica de elevada qualificação, quer num contexto pessoal ou familiar, quer num exercício de natureza profissional.

Certificação profissional

De acordo com a Lei nº109/2019, de 9 de setembro (Art.º “19º, alínea 3) esta formação, uma vez concluída, permite a candidatura à Cédula Profissional de Fitoterapeuta junto da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), desde que em conjunto com outros requisitos adicionais, constantes da Portaria n.º 181/2014 de 12 de setembro.

 

Objectivos Gerais

São objectivos gerais do curso as competências para:

– Avaliar a saúde funcional individual e realizar um tratamento combinado de fitoterapia aconselhamento nutricional, dietético e de estilo de vida, de acordo com o diagnóstico efetuado

– Elaborar e modificar os planos de tratamento

– Entender, interpretar e aplicar as normas da prática segura, ética e deontológica

– Identificar, explicar e aplicar os princípios da investigação científica, como processo crítico de inquérito no contexto dos cuidados de saúde em geral e da fitoterapia em particular.

Objectivos Específicos

No final do curso, os formandos deverão ser capazes de:

  • Avaliar o paciente;
  • Realizar o diagnóstico fitoterápico;
  • Realizar o tratamento combinando o tratamento de fitoterapia (plantas e fórmulas medicinais), com aconselhamento nutricional, dietético e de estilo de vida;
  • Definir, classificar e diferenciar os efeitos terapêuticos das principais plantas e fórmulas medicinais orientais e ocidentais e alimentos;
  • Prescrever plantas, fórmulas medicinais e alimentos de acordo com o diagnóstico diferencial;
  • Identificar, descrever e explicar a anatomia e as funções fisiológicas e bioquímicas essenciais à compreensão das causas, mecanismos, características clínicas e diagnóstico de doenças, tal como são entendidas pela biomedicina;
  • Identificar, descrever e explicar as funções fisiológicas e químicas das plantas essenciais à compreensão da sua ação terapêutica e suas contra-indicações;
  • Identificar e explicar a utilização de alimentos e padrões alimentares para promover a saúde e prevenir as doenças tanto no contexto da saúde pública como da medicina ocidental e oriental;
  • Identificar, descrever e explicar as funções fisiológicas e químicas dos principais grupos de fármacos;
  • Identificar os principais constituintes dos medicamentos comuns bem como dos efeitos que têm sobre o corpo humano, e das suas interações com as plantas e fórmulas medicinais;
  • Desenvolver uma comunicação eficaz (incluindo a escuta, o aconselhamento e a empatia) no âmbito da relação terapêutica, bem como na vida profissional, na relação com outros profissionais de saúde e com as instituições;
  • Distinguir, explicar e aplicar os princípios éticos, legais e profissionais inerentes a uma boa prática;
  • Identificar e explicar os requisitos legais relacionados com a prática da fitoterapia;
  • Demonstrar as capacidades de encontrar, rever e analisar criticamente a investigação fitoterápica relevante na literatura;
  • Desenvolver um protocolo de investigação, incluindo uma metodologia adequada e as considerações éticas e jurídicas.

Programa e Avaliação

Unidades Curriculares  

Horas de Contacto

1ºAno – 1º Semestre

Anatomofisiologia 32h
Bioquímica 32h
Biologia Celular 32h
Sistemas Naturais de Saúde 23h
Introdução à Botânica 32h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia I (Teoria básica da MTC e Diagnóstico) 63h

1º Ano – 2º Semestre

Dietética e Nutrição I 32h
Patologia I 32h
Teorias da Fitoterapia I – Plantas Medicinais Ocidentais 32h
Farmacognosia e Dispensário 23h
Teorias da Fitoterapia II – Plantas Medicinais Orientais 32h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia II 59h

2º Ano – 3º Semestre

Patologia II 23h
Farmacologia e Química da Planta 32h
Dietética e Nutrição II 32h
Teorias da Fitoterapia III – Fórmulas e Combinações de Plantas Medicinais Ocidentais e Orientais 41h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia III 41h
Métodos Terapêuticos da Fitoterapia I 41h

2º Ano – 4º Semestre

Metodologia da Investigação 32h
Ética e Deontologia 23h
Teorias da Fitoterapia IV – Fórmulas e Combinações de Plantas Medicinais Ocidentais e Orientais 32h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia IV 32h
Métodos Terapêuticos da Fitoterapia II 32h
Prática da Fitoterapia 59h
Total horas de contacto 844h
Total horas do Curso (horas de contacto+estudo dirigido+outras atividades do curso) 2040h

Avaliação

Os critérios de avaliação são apresentados no início da disciplina por cada professor.

A classificação final no curso resultará da média ponderada, numa escala de 0-20 valores, das classificações das várias disciplinas.

 

 

Início do Curso – 21 de Março 2021 (Aula Sincrona de Apresentação – às 9h30)

Plataforma online: ESMTC e-Learning (documentos escritos, Powerpoints, vídeos, avaliações online, chat com professores) – Aulas via Zoom: aulas gravadas serão publicadas às Terças, quintas e sábados (aulas assíncronas).

Aula Síncrona com cada professor (2 Domingos por mês)

Calendário Curso de Fitoterapia 2021-22

Calendário Curso de Fitoterapia Videoconferências

Disponiblização das VideoAulas Curso de Fitoterapia

Destinatários:

Profissionais das Terapêuticas não Convencionais

Profissionais de Saúde em geral

Interessados em Fitoterapia e Saúde Natural com 12º ano ou superior

(Possibilidade de equivalência para formações prévias, com dispensa de avaliação nas disciplinas abrangidas por esse regime, mas mantendo-se o direito de frequência da totalidade das aulas)

Os candidatos à frequência do Cursos e-Learning deverão:

  • Ter acesso a um computador ou telemóvel com ligação à Internet e um browser ( exemplos: Chrome, Internet Explorer, Firefox, … )
  • Ter conhecimentos de informática na óptica do utilizador
  • Instalar a plataforma ZOOM

Inscrição :

 

Inscreva-se Online

Será redireccionado para a plataforma ESMTC e-Learning, para poder comparar, registar-se e ter acesso ao curso Online

Investimento

O valor da anuidade é de 1.270,00€

Pronto pagamento – 1147,00€

Pagamento em prestações 10 x 127,00€ -sendo que a primeira prestação deverá ser paga no acto da inscrição, as restantes de Abril a Dezembro com comprovativo de transferência permanente

A transferência permanente pode ser feita através do seu homebanking ou então directamente ao balcão do seu banco, devendo entregar no momento da inscrição o comprovativo desta ordem.

Formadores:

Certificação:

Este curso é certificado pela DGERT.

No final do curso será emitido um Certificado de Formação Profissional, conforme legislação em vigor (Portaria nº 474/2010 de 8 de julho), a todos os e-formandos que concluírem com aproveitamento

FAQ - 1 O que é que posso aprender neste Curso de Fitoterapia?

FAQ 2 - Porquê saber utilizar a Fitoterapia na actualidade?

FAQ 3 - É possível usar Fitoterapia nos dias de Hoje?

FAQ 4 - É segura a utilização de plantas medicinais?

FAQ 5 - É acessível a Fitoterapia?

Inscreva-se Online

Será redireccionado para a plataforma ESMTC e-Learning, para poder comparar, registar-se e ter acesso ao curso Online

Webinar Curso Fitoterapia Ocidental e Oriental online

Pedido de Informações:

    Nome

    Email

    Como teve Conhecimento deste curso?

    Aceita que podemos processar os seus dados de acordo com as Regras de Protecção de dados da ESMTC.

    Consulte aqui as Regras de Protecção de dados

    Cursos

    Deixe uma resposta