Celebrar a Educação


“A Educação tem raízes amargas, mas os seus frutos são doces”

                Aristóteles

Uma frase de inspiração e coragem para os nossos alunos e todos os que apostam na Formação ao longo da vida.

O dia 24 Janeiro é o Dia Internacional da Educação, pilar fundamental de uma sociedade plena e em desenvolvimento. No dia 26 Janeiro celebra-se o Dia Mundial da Educação Ambiental. Assinalamos estas datas partilhando convosco alguns momentos de aulas e de formação na ESMTC. A ESMTC dedica-se desde 1992 à divulgação e à promoção da educação na área da Medicina Tradicional Chinesa, uma medicina pela Natureza. Conheçam os nossos cursos. Continuem connosco #estamosjuntos

 

Detox para iniciar o novo ano


Desintoxicar significa remover toxinas. O nosso corpo possui o seu próprio sistema de gestão de resíduos, eliminando-os através da respiração, urina, suor e fezes. Filtramos o ar que respiramos, os alimentos e bebidas que consumimos e tudo o que absorvemos pela pele. A nossa circulação sanguínea, o aparelho digestivo, Fígado, Rins e Pulmões são sistemas brilhantes que operam com eficiência e eficácia nas condições certas.

Os problemas surgem quando sobrecarregamos o nosso organismo. As festas de fim do ano são propícias a isso, e ao longo de todo o ano, vamos acumulando. Beber café e álcool todos os dias, respirar ar poluído com metais pesados, comer alimentos processados, com aditivos e açúcares, comer demais e não dormir o suficiente, sentir-se stressado e chateado. Tudo isto cansa o corpo e, gradualmente, a sua capacidade de eliminar resíduos diminui e as toxinas acumulam-se. Deixamos de prosperar.

A resposta pode estar num detox, palavra muito na moda. Existem ‘dietas de desintoxicação” que podem ser severas comendo apenas alimentos crus ou jejum, tomando compostos purgativos e para o cólon. Isso pode ser bom se houver uma constituição forte mas pode drenar e exaurir constituições mais fracas. A desintoxicação para revigorar e tonificar deve ser apropriada ao indivíduo. É muito mais gentil e natural apoiar a nossa constituição, trabalhando em harmonia com as necessidades de cada pessoa. Uma desintoxicação gradual será tão eficaz e muito mais gentil do que mudanças radicais na dieta. Retirar repentinamente toxinas como açúcar, café e álcool pode causar grande desconforto com dores de cabeça, alterações de humor e maior vontade de comer doces.

Do ponto de vista da Medicina Tradicional Chinesa, cada pessoa é diferente e tem necessidades diferentes mas existem alguns passos básicos que nos ajudarão de forma geral.

Conselhos para todos

  • Coma alimentos frescos, de preferência de origem biológica ou local.
  • Faça um dia com uma dieta vegan por semana.
  • Beba água todas as manhãs.
  • Fique pelo menos 4 dias consecutivos por semana, sem beber álcool.
  • Reduza os açúcares e evite comida processada/fast food e comer tarde à noite.
  • Passe algum tempo em contacto com a Natureza todos os dias.
  • Pratique exercícios, medite ou dedique-se a um hobby relaxante e absorvente.
  • Pare de beber café.
  • Durma melhor e por mais tempo.
  • Considere o uso de produtos de limpeza e cosméticos naturais.
  • Desligue o telemóvel e o wi-fi à noite.
  • Evite conversas de mexericos.
  • Faça sexo, com amor e moderação, melhora a energia, reduz o stress, ajuda a dormir e dá ânimo.

Se seguir essas etapas, a carga tóxica e níveis de stress cairão rapidamente. O que permite aos órgãos funcionarem de forma eficaz, eliminando produtos residuais e transportando nutrição para todas as células. Infelizmente, após anos de negligência ou hábitos particularmente tóxicos, pode ser difícil retornar aos níveis normais de função e os desequilíbrios persistem. É quando a Acupunctura e a Fitoterapia são muito úteis. A Acupunctura regula a homeostase interna, o que significa que faz tudo funcionar corretamente, é como ajustar e fazer a manutenção de uma máquina complexa. As plantas dão suporte a essa função.

Prepare-se devagar para a Primavera

A estação da Primavera é uma época de renascimento e crescimento, está relacionada com o sistema do Fígado/Vesícula Biliar. É a melhor época para melhorar a função hepática. Sem uma função hepática forte, a desintoxicação não pode realizar nenhuma cura profunda ou duradoura. Como dissemos as estratégias drásticas são agressivas e podem ter efeito adverso, comece no início do ano a preparar-se para a chegada da Primavera que começa a despontar com a chegada do Ano Novo chinês (fim Janeiro-início de Fevereiro).

Para começar a equilibrar o Fígado, introduza na sua Dieta bambu, brócolos, dente-de-leão, beringela, erva-doce e cebolinho. A essência quente de alho, gengibre e limão e o sabor azedo de alimentos fermentados ou em conserva de vinagre de sidra também são adequados ​​para apoiar a função hepática.

A Auto-Massagem é algo que recomendamos. A estimulação de pontos de energia específicos pode melhorar o fluxo de energia e a saúde dos órgãos. Ao estimularmos alguns pontos do Fígado, ele agradece e também beneficiamos os 4 outros orgãos (Pulmão, Coração, Baço-Pâncreas e Rins). Pois quando a saúde de um órgão sofre, com o tempo, todos são afetados. Ao auto-massajarmos os 4 Portões de Energia, ajudamos todo o corpo a atingir o equilíbrio, melhorando o estado de saúde geral.

                                                                                                            1. Massajar Ponto 4 IG*  durante 4 minutos              2. Massajar Ponto 17 VC200 vezes no sentido horário e anti-horário

                                                                     

                                   

 3. Bater no Ponto 4 VC* durante 4 minutos                          4. Bater nos glúteos durante 4 minutos

   

Veja a Técnica completa em vídeo:

 

Vá a uma consulta de Medicina Tradicional Chinesa

Um tratamento e aconselhamento dietético de um Especialista de MTC garantirá que a sua desintoxicação é eficaz. Visitas regulares ajudam a manter-se no caminho e aos órgãos funcionarem bem. Quando nos sentimos bem, o desejo por alimentos tóxicos e de um estilo de vida tóxico diminuem. É errado desintoxicar duramente e depois voltar aos velhos hábitos. Muito melhor viver bem a maior parte do tempo e fazer só algum excesso ocasionalmente. O seu corpo vai lidar bem com isso quando estiver plenamente ajustado.

 

*Localização dos Pontos

4 IGHegu – No dorso da mão, entre o 1º e 2º metacarpo, a meio do 2º metacarpo, do lado radial.

17 VCTanzhong – Na linha média anterior, no peito, ao nível da 4º espaço intercostal, no ponto médio entre os mamilos.

4 VCGuanyuan – Na linha média do abdómen inferior, 3 cun abaixo do umbigo.

 

Fontes: 

Blog Healthness and Fitness

Tao of Healing

TCM World

 

A Romã em MTC


A romã segundo a MTC

A romã é um fruto cujo sumo na medicina chinesa é apelidado de “sumo celestial de jade”, pelo seu sabor agradável, agridoce e aromático. A casca pode ser tóxica, deve ser tomada com moderação limitando as doses. É estimulante dos fluídos corporais por isso resolve a sede. É vermifuga, adstringente e coagulante.

 

Propriedades  
Consolida e ascende o Qi do Baço em casos como hemorróidas; tonifica o Qi do baço em casos de sangramentos; expele parasitas; tonifica os rins e e essência em casos de espermatorreia e ejaculação precoce; elimina factores patogénicos, clarifica calor.

Em que situações deve ser utilizado

  • Vazio Qi Baço
  • Vazio de jin ye (líquidos orgânicos)
  • Sangramento

Como se utiliza
Utiliza-se fresca e a casca em decocção.

Quando não deve ser usada                                                                                                                                                                Evitar na gravidez e lactação. Em altas dosagens pode causar hepatotoxicidade, cefaleia, vertigens, tremores, midríase, diminuição da força muscular, fadiga, náuseas e vómitos. O uso em pacientes com asma alérgica e alergia atópica deve ser criterioso, pois pode ocorrer agravamento das alergias.

Modo e quantidade de administração
Podem ser utilizadas as bagas em sumo (pode-se bater acrescentando água e depois coar as sementes).
O chá da casca é excelente para gargarejos em caso de inflamação da garganta nas faringites e amigdalites bacterianas ou para banhos de assento em infecções vaginais. Dosagem : 1 colher sopa da casca do fruto seca para 1 xícara de água em decocção. Desde que bebido com moderação o chá da casca tem também propriedade antidiarreica.

Classificação na medicina tradicional chinesa
Morna, doce, ácida e adstringente.

Meridianos onde actua
Intestino Grosso, Rim, Pulmão, Baço.

Nome botânico
Punica granatum, L.
 
Outra informação 
Originária do Mediterrâneo e Médio Oriente, consagrada à deusa Afrodite, é simbolo do amor e da fecundidade. Fonte de vitaminas A, B, C, ferro, cálcio, magnésio, selenio, potássio, taninos, alcaloides e ácido elagico, um potente antioxidante.  É antihelmintica,, antibacteriana, antidiarreica e hemostatica. Estudos indicam eficácia contra bactérias como Staphilococcus a., Streptococcus p., Salmonella, Shigella e Escherichia colli.

 

Redes Sociais

Receita de Abóbora recheada com romã e quinoa

 

Fontes

Liu Guo Hua, Dietoterapia: La ciencia china de la cura por los alimentos,  Plaza & Janés: Barcelona, 1999.

Jilin, Liu, Chinese Dietary Therapy, Churchill Livingstone: Londres, 1995

Blog Artes do Tao – uma fruta chamada romã

Brenda Acupunctura

 

 



				
	

Como cuidar do Pulmão


Como pode cuidar do Pulmão? No dia Mundial da Pneumonia e no contexto da pandemia por Covid-19, relembramos vários conselhos à luz da MTC para cuidar deste órgão tão importante, responsável pela respiração, oxigenação e dispersão do Qi e não só.

A pneumonia, infecção potencialmente grave do Pulmão, pode ser contagiosa, através de tosse ou espirros, colocando em risco de vida os doentes e todos os que possam estar em contacto com quem tem a doença. A pneumonia é uma das principais causas de morte em crianças menores de cinco anos, apesar de ser evitável e tratável.

Sobre o Pulmão (Fei)

O Pulmão é um órgão sólido. Segundo a teoria Zang-Fu apresenta características Yin, pertencente ao Elemento Metal e associado ao Intestino Grosso. Segundo a MTC, o Pulmão:

  • Governa o Qi e a respiração
  • Faz a comunicação entre o organismo e o meio ambiente
  • Controla os canais e os vasos sanguíneos
  • Controla a dispersão e a descida do Qi
  • Regula a passagem das águas e dos fluidos corpóreos
  • Regula todas as atividades fisiológicas
  • Controla a pele, os pêlos e os espaços entre a pele e os músculos
  • Abre-se no nariz e manifesta-se na pele
  • Abriga a alma corpórea (Po)
  • Emocionalmente, o Pulmão abriga a tristeza

O papel do Pulmão é, assim, o de estabelecer um limite entre o mundo interior e o exterior. O ambiente interno deve ser protegido por um limite claro que defenda e defina a pessoa. Através deste limite, materiais vitais podem ser incorporados e excretam resíduos.

Meridiano ou Canal do Pulmão

Meridiano bilateral, com 11 pontos, pertencente ao Elemento Metal. Também denominado como Taiyin da Mão, pois o seu trajeto é pelo abraço e termina na mão, onde faz ligação com o Meridiano associado à víscera Intestino Grosso.

Imunidade e Eliminação

Assim, na MTC os Pulmões são mais do que o sistema respiratório – relacionam-se com o intestino grosso e desempenham um papel importante na inspiração e expiração, na necessidade de viver uma vida saudável. Ao nível físico, a fronteira com o mundo começa na pele – o maior órgão do corpo – o que nos ajuda a inspirar e expirar pelos poros. Sob a pele, a energia pulmonar ajuda a circulação sanguínea, o que consideramos a camada defensiva do corpo contra fatores patogénicos externos.

O órgão associado ao Pulmão é o Intestino Grosso e sua principal função é liberar e eliminar. Juntos, o Pulmão e o cólon estão relacionados à imunidade através da força da camada externa protectora da nossa pele. Geralmente, os agentes patogénicos externos entram mais facilmente pelos sistemas respiratório e digestivo, e o pulmão e o cólon são responsáveis ​​por manter a função desses sistemas. Segundo a Medicina Chinesa, a energia defensiva do corpo depende diretamente da força do pulmão e do cólon.

A energia pulmonar abundante é visível através de forte energia física. Há uma sensação de suavidade e plenitude no peito. No estado saudável do Pulmão, a imunidade é forte, a recuperação da doença é rápida e eficaz, a pele está hidratada e a tez é brilhante e fresca.

A postura corporal é outra expressão física do estado do Pulmão; portanto, uma postura forte mostra energia pulmonar saudável. Se a saúde do pulmão estiver fraca, ela apresentará baixa energia e um sistema imunológico deficiente. A respiração pode ser superficial e a pele pode parecer lesada porque a energia e a circulação sanguínea deverão ser fracas. Além disso, emoções na forma de tristeza são expressões da energia pulmonar.

Como nutrir o Pulmão com a Fitoterapia chinesa

RAIZ DE GINSENG – O Ginseng é considerado especialmente nutritivo para os pulmões, pele e estômago. Diz-se que o ginseng humedece e arrefece os pulmões, tornando-o particularmente útil para quem tem tosse seca. O ginseng americano é melhor do que o ginseng asiático para este fim, pois o ginseng americano é considerado um tónico Yin que é refrescante por natureza. O Ginseng asiático é um tónico Yang que tende a ser quente por natureza.

ASTRAGALO – O Astragalo é uma das ervas chinesas mais usadas para fortalecer e tonificar a energia e o sistema imunológico. Na Medicina Tradicional Chinesa, pensa-se que o astragalo desenvolva imunidade para nos proteger de agentes externos. O astragalo é mais útil para aqueles que frequentemente sofrem de resfriado ou gripe, têm dificuldade em respirar (como asma) e tendem a suar demais ou não o suficiente.

COGUMELO CORDYCEPS – Tradicionalmente, este cogumelo medicinal usa-se para fortalecer os pulmões fracos naqueles que exerciam alta energia respiratória, como atletas. Também é recomendado para aqueles que sofrem de fraqueza pulmonar crónica e para aqueles que tendem a tossir, têm pieira e falta de ar. Além disso, possui uma capacidade natural de resistir a uma ampla variedade de bactérias, fungos e vírus patogénicos.

SCHISANDRA – Schisandra ajuda a manter os pulmões húmidos. Isso é feito através da retenção de líquido pulmonar limpo. É melhor para pessoas com função respiratória fraca, como pessoas com asma e sibilo.

Como fortalecer o Pulmão através da Dietética

Alimentos que crescem em contacto direto com o ar –  folhas verdes , vegetais frescos, sementes e grãos germinados. Proteínas de legumes e carne branca, laticínios não processados ​​(de cabra e ovelha), alimentos picantes (como alimentos fermentados, nabos, rabanetes), alimentos cor branca (couve-flor, pastinaga, amêndoa, daikon, maçã, pêra, arroz, aveia, sementes de sésamo, cebola, alho e pimenta branca).

Como fortalecer o Pulmão através do Chi Kung

Vários são os exercícios que poderão tratar e trabalhar o Meridiano do Pulmão. Deixamos aqui 2 vídeos, um do Sistema dos 18 Movimentos que tem vários dos Movimentos indicados para o reforço e tonificação do Pulmão e o Ba Dua Jin, usado na China para tratamento e recuperação da Covid-19.

 

 

Hábitos de Vida 

Respirar bem – A melhor maneira de apoiar a saúde dos pulmões é respirar bastante ar fresco, desenvolvendo a respiração para expandir a capacidade física dos pulmões. Isso pode ser feito através de treino de respiração, respiração consciente, ou exercícios suaves, como nadar e caminhar. O alongamento também ajuda a expandir a energia pulmonar.

Banho de sol –  O banho de sol moderado (15 a 20 mins / dia) nutrirá a pele, sem sobre-exposição que pode ser prejudicial.

Respeitar-se – Emocionalmente, o respeito nutre o Pulmão.

Limpar o seu espaço – Tire um tempo para limpar ao seu redor. Limpe os cantos da sua casa. Limpar o ambiente literalmente proporciona uma sensação de ar fresco.

Escovar a pele a seco – Alimente a pele com uma escovagem a seco. Isso manterá a saúde da pele e apoiará o sistema imunológico.

Despir –  Ocasionalmente, ficar nu ajuda a pele a respirar e melhora a saúde dos pulmões

Fontes e imagens utilizadas: 

https://www.revistasaberesaude.com/como-cuidar-de-seus-pulmoes-de-acordo-com-a-medicina-chinesa

https://www.youtube.com/user/EscMedicinChinesa

https://acupuntura.wiki.br/zang-pulmao-fei

https://www.greenmebrasil.com

Equipa ESMTC, 2020

Manjerico


Manjerico

Nomes populares:   manjericão, basílico, manjerico, alfavaca.

Basilienkraut ( Alemão),albahaca ( Espanha), basilic ( Francês), sweet basil ( Inglês), basilico ( Italiano)

Nome científico:    Ocimum basilicum

Família: Lamiaceae

História:

O Manjerico é a planta mais popular das festas de S. João, no Porto e de S. António em Lisboa. Os indianos consideram o manjerico uma erva aromática sagrada. Na Roma antiga era considerada uma erva dos namorados

Aplicações:

O manjericão é indicado para problemas digestivos e respiratórios.

É muito utilizada na culinária para temperar molhos. Tem como principal função a de tratar problemas do pulmão (expectoração, tosse, alivia a congestão nasal e da sinusite, bronquite), estimula a digestão, alivia dores abdominais, acalma o estômago e pára vómitos, utilizado para tratamentos de fertilidade, amenorreia, na depressão nervosa e cefaleias. Reduz infecções e é um antídoto para mordeduras de animais e é repelente de insectos.

Utilização segundo a Medicina Tradicional Chinesa:
– humidade mucosidades frio do pulmão;

– humidade mucosidade frio baço;

– vazio de yang do baço;

– estagnação do qi (energia vital) do fígado e intestinos (com frio);

– frio no útero.

Classificação na medicina tradicional chinesa

Picante, amarga e morna

Meridianos onde actua

Estomâgo, Baço, Pulmão e Fígado

Propriedades terapêuticas ocidentais

Anti – espasmódico, analgésica, antiemética, anti-fébril, anti-séptico, aromática, calmante, carminativa, digestivo,  dispepsia  nervosa , diurética, emenagoga, estimulante digestivo, estimulante estomacal, expectorante, excitante, galactógena, hidratante, relaxante, revigorante, sedativo, sudorífera, tónica

Parte Usada

Folha

Modo e quantidade de administração (preferenciais)

Infusão – colocar um litro de água mineral a ferver por cima de 20g a 30g desta planta. Deixar repousar 10 a 15 minutos, coar e está pronto a beber.

Tintura – 10 q 20 gotas por dia a seguir às refeições (adultos)

Inalações- 3 gotas de óleo essencial em água a ferver (Não ingerir o óleo essencial)

Cozinhado juntamente com os outros alimentos.

 

Autor: Ana Raquel Marques (Especialista de Medicina Tradicional Chinesa)

Sardinha em MTC


Resumo

A sua prodigiosa fecundidade tem contrabalançado os excessos da exploração piscícola e evitado a sua extinção.

O que é

A sardinha é um peixe de pequeno porte, da família dos Clupeídeos, muito vulgar nas costas marítimas de Portugal, e muito apreciado e utilizado na alimentação.

É um pelágico (habitante das águas livres do mar alto). É muito difícil de manter em cativeiro, embora o Aquário Vasco da Gama tenha frequentemente alguns exemplares que sobrevivem até um ano.

Nadam em cardumes por vezes numerosos, principalmente na época da desova.

Propriedades

Em termos gerais, 100g de sardinha fresca contêm 22,5g de proteínas, 8,5g de gordura, 0,1g de hidratos de carbono, vestígios de vitamina A, vitamina B1, B2, biotina, 48mg de cálcio e 0,6mg de ferro, originando um total de 166 Kcal. À excepção de uma apreciável quantidade de iodo, há uma certa pobreza em vitaminas e minerais.

Este iodo é adquirido através do fitoplâncton e do zooplâncton da cadeia alimentar.

O teor proteico da sardinha é sobreponível ao da carne, possuindo uma composição mais equilibrada em aminoácidos essenciais.

A sardinha tem menor teor em colesterol que a carne e maior teor em ácidos gordos poli-insaturados.

Em que situações deve ser utilizado

Quando ingerida em quantidades moderadas pode ser usada na prevenção das perturbações isquémicas secundárias à doença aterosclerótica ou ao tromboembolismo ao nível coronário, cérebro-vascular e vascular periférico.

É bom também para inflamação e rigidez articular das doenças reumáticas, em particular da artrite reumatóide.

Como se utiliza

A sardinha pode ser grelhada ou consumida em conserva.

Os filetes de sardinha grelhadas com muito azeite, alho e orégãos, são uma maneira de servir a sardinha, muito utilizada em restaurantes como entrada.

Modo e quantidade de administração

  • Sugestões de preparação:

Para uso culinário, a sardinha é habitualmente grelhada em fogareiros de carvão. Nesta forma de preparação deve grelhar o peixe sem o queimar à superfície, já que a pirólise da gordura origina produtos tóxicos, como é o caso de certos hidrocarbonetos policíclicos.

O uso de azeite cru, bem como o acompanhamento por saladas são de estimular.

O vinho tinto, que tradicionalmente se bebe com uma refeição de sardinha, deve ser ingerido com moderação, podendo desse modo potenciar a acção preventiva da sardinha sobre as doenças cardiovasculares do tipo isquémico

Outra forma de consumir sardinhas é através de conservas. Estas possuem quase o dobro da gordura da sardinha fresca, em virtude da adição de óleos vegetais ricos em ácidos gordos poli-insaturados. Trazem ainda aporte calórico e têm um maior teor de sal.

 Efeitos secundários e contra-indicações

A sardinha é um peixe que se pode comer com segurança, não havendo contra-indicações formais, a não ser as alergias às proteínas que o constituem, por parte de pessoas mais susceptíveis às mesmas. Todavia, este acontecimento é raro e absolutamente excepcional para além dos primeiros anos de vida.

Recomenda-se precaução no caso de indivíduos com acne intenso, pois há quem advogue a concorrência do iodo alimentar na exacerbação da acne, ao ser excretado pelas glândulas sebáceas.

Em relação à psoríase, é necessário ter atenção que o ácido eicosapentenóico pode eventualmente, e em casos raros, agravar as lesões em vez de as diminuir.

Como se conserva

A sardinha deve ser consumida o mais rapidamente possível após a sua captura.

Pode ser conservada sob a forma de conserva.

 Classificação na medicina tradicional chinesa

É de natureza neutra e de sabor doce e salgado.

  • Drena a água do organismo.

Meridianos onde actua

Estômago e Baço-pâncreas.

 Nomes vulgares

Sardinha ( português ), sardine ( Inglês ), sardine ( francês ).

Nome Científico

Sardina pilcharda

Outras informações sobre o produto natural

É um peixe que é pescado em abundância e, sendo um dos principais elos da cadeia alimentar dos oceanos, também é predado por espécies de maiores dimensões tais como o bacalhau e o atum

Fonte

“Remédios do Mar” – trabalhos apresentados a concurso –  infarmed

 Autor

Diana Pinheiro, revisto por Manuel João Pinheiro, Especialistas de Medicina Tradicional Chinesa (ESMTC).